Arquivo da tag: redação

Palavras

Comprei minhas palavras. Todas elas. Elas são o que de mais singular eu tenho, por mais plural que possam ser. Não as dou, a não ser como garantia. Não as empresto, a não ser que me dêem crédito. Não as credito, a não ser que sejam escritas. Todo o possível nesse espaço presente é mais comum e frio que a saudade partir pela terra sem graça e brilho, assim como outro canta e chega pela manhã, assim pequeno de corpo e alma, onde estamos além e quase maior que a própria palavra. Minha palavra é bêbada, prolixa e joga contra mim a todo tempo. Exprime um desejo que quero que permaneça intacto e sai quase como uma necessidade fisiológica, sem arte alguma. Brinca comigo como a saudade brinca com o meu coração. Me pego traído por ela que a todo momento me promete paz e partir. Mas ela volta e fica comigo tantas e tantas vezes ao dia que chego a enjoar do desejo e da alegria inocente que ela proporciona. Tempo que escorre fácil entre elas, que anda certo em letras próprias e parte a todo momento para um outro nível. Brilha em vão e me dá a surpresa de sentir a minha exata natureza, vezes assustadora. Aos 29 anos ainda não as entendo completamente e não acho que terei tempo suficiente para isso. Talvez, num certo dia ao amanhecer, seja possível desvendar esse mistério. Confesso, derrotado e sem pretensão alguma, que minhas palavras são muito maiores do que eu.

Whatever words.

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Autobiografia