Palavras sem leitura

Essa mania constante e soberba da forma mais contrastante de dizer palavras. Essa forma abstrata, ignorante e infame de tratar o que é complicado como se fosse simples. Ignorar, ridicularizar, mostrar ao extremo que as partes que formam o todo parecem frágeis demais frente aos acontecimentos recentes. Subestimar pessoas, julgar métodos, mensurar o destino a fim de manipular a história das pessoas e das coisas.

Entender o olhar e o franzir da testa. Saber que o lábio torto demonstra insatisfação e as covinhas nem sempre são tão amigáveis quanto a inocência de uma criança.

Sensibilizar a razão requer prática.

Racionalizar o sentimento é sempre – sempre! – uma forma decrépita de mostrar ao mundo que o concreto não é mais duro que a sua cabeça.

Whatever sign

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s