Ao alcance das mãos

Vem que eu te alcanço. Não tem medo não, pode confiar em mim. Estende essa mão que a minha alma já está contigo. Sagrados são esses centímetros que nos separam. São sagrados porque determinam até onde vai a vontade e a força dessa vontade. Mas não tem medo não. Pode segurar que eu te puxo pra perto de mim.

Vamos corromper todos os apectos da física, dirimir alguns segredos da química e reduzir todas as probabilidades matemáticas a um sentimento único e alheio a todas essas coisas. Aperta a minha mão que eu te levo pra cima. Te levo pra todos os lugares em que estive e compartilho contigo as minhas experiências mais necessárias.

Vamos, segura minha mão que falta tão pouco. Essa essência mantenedora da ordem das coisas varia de acordo com esse momento. Varia e decide qual será a história que teremos pra contar daqui a pouco tempo. Estica seus dedos que o meu coração já está dilatado, aberto e saudoso da tua presença. Acolha essa mão que ganharás de presente todo o resto. E, mesmo que seja resto, será honesto, livre de parcimônias, detalhes e manuais. Será intenso, valoroso, arbitrário e corriqueiro. É só você segurar, assim, sem temer a nada. E, garanto, que será a última vez que terá medo ou dúvida quanto a isso.

Nos próximos dias, meses e anos, esse será o ato que fará mais inadvertidamente e sem querer. Agarrará a minha mão como se não estivesse fazendo nada. Será instantâneo, impensado e significará que, nesse dia, por algum motivo, nós nos demos as mãos.
Vem que eu te alcanço.

Whatever range

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em Autobiografia

6 Respostas para “Ao alcance das mãos

  1. Anonymous

    Que coisa linda Pataca…Moça

  2. Fernanda Russo

    Pataca, você é foda… é muuuito prazeroso ler TUDO que você escreve… fazia tempo que não entrava, muuuitos textos novos, tive que escolher aleatoriamente para comentar… este particularmente e repetindo o coro da galera: LINDOOOO!!!!!!
    Parabéns pelas conquistas, bem vindo à Sampa, terra da garou (apesar de já fazer tempo soube só agora)espero que estaja adapatado, e se quiser companhia para o boteco, pode contactar…

  3. Anonymous

    Lindo mesmo…como tudo que você escreve!!bjo

  4. Pimenta

    Lindo demais seu Pataca,que tu tenhas sempre essa mão ao teu alcançe!E não esquece de pedir a mãozinha da Santa Izildinha, pra segurar pra tí a “b..” da mocinha!

  5. DANIELA

    Acabei de ler e pensei… LINDO!Quando abri para registrar essa primeira palavra que me veio a cabeça, percebi que foi lindo para mais pessoas também… Pensei em ‘variar’… Mas só consigo pensar em … LINDO… LINDO… LINDO…

  6. gatth3

    Amo muito tudo isso! Sagrados são os centímetros que nos separam (…) porque determinam até onde vai a vontade e a força dessa vontade. Fodaaaaa!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s