Fora da minha, cara!

Nessa ou naquela hora, ora, por que a cara da gente nunca vai embora?

De vez em quando eu me canso dessa história de dormir e acordar com a mesma cara. Amassada de manhã e desgastada à noite.

Ora, quando vou deixar de ficar na minha cara?

Essa coisa que me representa, que me inquire mesmo no espelho, que me entrega na mentira e que me absolve na verdade.

Essa é a minha cara, às vezes rindo e às vezes chorando. Essa é a minha cara, às vezes feita de pau e às vezes o puro reflexo do coração.

Os dois olhos, as duas orelhas, essa napa no meio da cara e esse buraco com dentes. É disso que sou feito? E é por isso que sou muitas vezes avaliado?

As olheiras só crescem e minha testa fica mais pelancuda. Minhas orelhas parecem aumentar e os pêlos nascem de onde a gente nem imagina.

Quando será que vou embora da minha cara?

Será que só a morte ou um bom cirurgião me farão livre desse rosto trintinha?

Não, não irei morrer ou fazer uma cirurgia pra me ver livre da minha cara. Também não a odeio todos os dias e nem quero viver tão longe dela, mas bem que podia haver uma pausa, uma suspensão de tempo dos meus olhos, uma interdição no meu nariz e uma paralisação da minha boca.

Acordo todo dia e ela está lá, com cara de boba. Às vezes, idiota mesmo. Trouxa.

É nessas horas, ora, que quero viver fora da minha cara.

Whatever faces.

Anúncios

8 Comentários

Arquivado em Autobiografia, Infamidades

8 Respostas para “Fora da minha, cara!

  1. Oligofrenético

    Máscara, moebius, doppelganger, agora é sábado de manhã, e eu até que estou tendo “good face day”, desde que de amplos óculos escuros e boné – cores conservadoras. Em poucas horas, quero me esquecer disso aqui e nem quero me ver.

  2. Ci

    Pataca tá precisando e um espelho novo…

  3. Braga

    Pataca, o que prefere? Cara ou Coroa?Abs!

  4. Ariett

    Ainda bem que nós, mulheres, temos o recurso da maquiagem. Mas os homens podem deixar a barba crescer.

  5. Lunna.

    Por isso que de vez em quando ignoro o espelho. Mal agüento meu próprio ser, ainda preciso encarar minha cara? Ah não.

  6. bjomeliga

    E olha que a tendência é piorar. Sempre.

  7. Anana

    nesses dias a dica é não olhar no espelho. pode crer que depois de um dia longe do reflexo, ela vai estar sorrindo quando te olhar!

  8. Pimenta

    Simpléééérrimo!Esqueça o espelho, o pente,escove os dentes andando pela casa,dê bom dia ao seu pinto antes de qualquer coisa,pois ele não muda nunca!Tem sempre a mesma carinha…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s