Você por aqui?


O significado dos lugares não existe. Eles não são significativos sem as pessoas. Eles não são mais nem menos sem elas, que o fizeram, o construíram e lhe deram vida. É engraçado como associo sempre um lugar a uma pessoa. E não faço isso conscientemente, juro. Nos lugares onde estive, por onde passei e em muitos por onde pernoitei, sempre me lembro de alguém que, ou estava comigo, ou simplesmente estava lá. Digo isso porque costumo prestar muita atenção nas coisas que acontecem ao meu redor e gosto, sempre e mesmo que esteja acompanhado, de ficar em silêncio e reparar no cotidiano das pessoas. Reparo o olhar, as expressões, as linhas faciais, o amor e a raiva que circunda o momento. E tanto faz se é numa rua de terra batida no fim do mundo, em uma grande e poluída cidade de concreto ou na mais paradisíaca praia. Meu estado de espírito é muito mais forte que meus olhos, pois assim consigo enxergar muito além do que uma bela ou triste paisagem. No meu mundo cego, onde não há tato, olfato, paladar e sou surdo, as coisas acontecem sem eu querer e fora da minha alçada. Ainda bem, pois se eu controlasse o mundo, seria muito pior que já é. Sempre fui um árduo fã do acaso e quem me conhece sabe muito bem disso. Nunca procurei muito as situações, e, às vezes, essas ocasiões acontecem muito menos do que gostaria. O acaso compõe a melhor música, faz a melhor arte, inspira o melhor momento e cria o mais bonito momento de amor. Não há nuances nos desencontros, não há nuance nas coincidências, não há acaso por acaso, a não ser como retórica. Se o meu pé está indo pra lá e o seu pra cá, algum motivo tem. Acredito nisso piamente. Acredito mais nisso do que no próprio acaso.

Whatever happen

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Autobiografia

4 Respostas para “Você por aqui?

  1. Anonymous

    O acaso é mágico,por vezes incompreendido.Mas o que seria do acaso se não prestássemos a devida atenção ao que ele nos trás?Não seria absolutamente nada, apenas uma passagem sem importância que seria esquecido, como qualquer fato idiota e sem valor.Para que o acaso seja de fato importante, precisamos senti-lo, de forma única, como se a história da sua vida estivesse ali, pura e simples. Corro atrás dos meus acasos, porque se por ali passou e dispertou atenção, é sinal de que com toda certeza deixará de ser acaso e terá outro nome…Abraço Pataca…Square.

  2. Lara

    Também sou fã do acaso. Ele é responsável pelos grandes momento. Talvez porque traz em si a surpresa e é sempre precedido pela ausência de expectativas…

  3. CIBELE

    O acaso só me prejudica!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s