Apenas mais um monte de palavras…

Prazer que abala as estruturas,
E te manda de volta a infância,
Que absorve todo o seu corpo,
E imita a arte sem plágio nem perdão.
Salienta o modo de viver,
Persegue a cria de forma inusitada,
Chora a respeito do passado,
Dramatiza e volta ao presente,
E sente que não quer sair,
Não quer ir embora nem ficar,
Quer a paz de outrora,
Quer o prazer de agora,
Tudo ao mesmo tempo agora,
Sem nada que atrapalhe sua solidão,
Tem medo do futuro e se lamenta do passado,
Desgraça a vida conjecturando,
Contenta-se com o pecado,
Limita-se a ver o que quer,
Quer o que vê e não chora,
Demora, apavora e sai ileso,
Não dói agora mas doerá depois,
Quando souber que chegou ao fim,
E abdicou de tantos amores,
E não provou dos tantos sabores,
Que a vida lhe ofereceu.

Whatever…

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Autobiografia, Paz, Pecados, Prazeres

2 Respostas para “Apenas mais um monte de palavras…

  1. Srta processável!

    lindo, lindo…mas não posso ler poesia nas minhas fases criativas… já me influenciou…disse um monte de coisas que eu mesma queria dizer… rsbeijo!

  2. A. F.

    Deixa de ser curioso Pataca. Na hora certa te chamo pra festa de inauguração, ok? Enquanto isso, fica na tua e vai explodindo os botecos da PG.By the way, esse post poderia ser meu, mas não hoje.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s